There is? There are?

O inglês é uma língua vasta, com vocabulário que parece ilimitado e várias estruturas gramaticais para aprender. No entanto, há algumas estruturas que são simplesmente essenciais e que precisam ser aprendidos como prioridade. Uma dessas estruturas é a “there + to be”, o que em português seria o verbo “haver”. A função desse verbo é simples – mostrar a presença ou existência de algo. Entretanto, existe um obstáculo bem grande para o aluno brasileiro – o verbo “ter”.

Em português, é comum nós usarmos o verbo “ter” ao invés de “haver” em muitos casos. Por exemplo, “há uma grande expectativa de sucesso” pode ser dito também como “têm uma grande expectativa de sucesso.” O problema é quando essa utilização livre do verbo “ter” começa a passar para o inglês. Infelizmente, o verbo “have” em inglês nunca pode ser utilizado no mesmo sentido que “haver”. Por isso temos que ficar exclusivamente com “there + to be”. Confira abaixo alguns exemplos:

  • There is no ketchup in the fridge. Não há ketchup na geladeira. (sujeito singular)
  • There are many t-shirts in stock. Há muitas camisetas em estoque. (sujeito plural)
  • There was a big accident at work. Houve um grande acidente no trabalho. (sujeito singular)
  • There were some complaints about the service. Houveram algumas reclamações sobre o serviço. (sujeito plural)
  • There will be a small ceremony. Haverá uma cerimônia pequena.
  • If that happened, there would be some resistance. Se aquilo acontecesse, haveria alguma resistência. 
Vamos praticar mais? Olhe nas imagens abaixo. Há 5 diferenças entre elas. Você pode encontrar todas? Tente escrever suas respostas utilizando “there is/there are” para pegar o jeito. 😉